20 setembro 2009

Quadros

Alguns quadros que fiz...



19 setembro 2009

Nomenclatura

Agora um tema mais prático que diz respeito à nomenclatura no reino Plantae

Regras relativas à descrição e à denominação dos táxones vegetais:
  • Todos os nomes científicos das plantas usam-se em latim sendo utilizados dois termos – Sistema binomial.
  • Para determinar os géneros (e os táxones superiores) empregam-se substantivos (os dos géneros iniciam-se com letra maiúscula).
  • Para designar as espécies (e os táxones infraespecíficos) costumam utilizar-se adjectivos (escritos com letras minúsculas). 
  • Os nomes dos híbridos vão precedidos do sinal x (Quercus x coutinhol).

Exemplo: Macieira

08 setembro 2009

Lúcia-lima

Olá, hoje venho falar de uma planta que hoje em dia já existe em muitos dos nossos jardins, a Lúcia-lima (Lippia Citriodora).
Também conhecida por Bela-luísa ou Doce-lima, este arbusto com origens remotas no Chile, é cultivado na Europa desde do fim do século XVIII, o fantástico aroma desta planta que nos faz lembrar o aroma lima-limão provem de um complexo de óleos essenciais, sendo os principais o citral, nerol e o geraniol, determinando as propriedades da planta.

A Lúcia-lima embora arbusto pode alcançar 3 a 7 metros de altura, as suas folhas compridas e pontiagudas, de toque áspero, são de um verde vivo e as suas flores são pequenas e brancas.




Possuindo propriedades calmantes, estimulante, antiemética, prolongadora do sono, depressora do sistema nervoso central, descongestionante, digestiva, estomáquica, sedativa e tônica a Lúcia-lima é utilizada como calmante ligeiro e em perturbações digestivas.
Deve-se evitar a sua utilização prolongada, devido ao risco de perturbações gástricas, e por a planta ser depressora do sistema nervoso central.
Na Lúcia-lima podem ser utilizadas as folhas frescas ou secas, sob a forma de chás e infusões.

Agora um pequeno aparte com uma maravilha da Natureza =)


Simples, pequena e Maravilhosa...

02 setembro 2009

Aromáticas

Estas são as minhas aromáticas, semeadas há 1 semana:

Manjericão roxo e manjericão normal
 
Salsa normal e salsa frisada
Cebolinho e tomilho
Coentros e.. mais coentros

01 setembro 2009

Ginkgo Biloba

Olá! Bem hoje venho-vos falar de uma planta que cada vez mais está a ganhar lugar nos nossos jardins e parques públicos, o Ginkgo (Ginkgo Biloba).



O Ginkgo também chamada árvore dos templos, pertence à família das Ginkgoáceas, e constitui um fóssil vivo, já existindo há 300 milhões de anos. Foi uma planta autóctone da Europa central até à 30 milhões de anos, altura que retrocedeu até ao sudeste Asiático. Mede entre 30 a 40m de altura e o perímetro do seu tronco chega a alcançar os 4metros.
As folhas características assemelham-se a um leque feito de ramos, são de uma intensa cor verde, adquirindo uma tonalidade amarelo dourada no Outono. As flores só aparecem decorridos 20 a 30 anos, no mês de Maio.
Os Ginkgos têm uma grande longevidade, podendo viver até 1000 anos, desenvolvendo uma poderosa copa.

Partes utilizadas e princípios activos:
Tanto as folhas dissecadas como os preparados que delas se obtêm, têm aplicação médica, principalmente os extractos secos muito concentrados. Entre os seus princípios activos mais importantes do ponto de vista farmacológico, destacam-se os glicósidos flavónicos e as lactonas terpénicas.
O Ginkgo está indicado em terapias de doenças venosas, é um bom vaso-dilatador, estimulando a irrigação sanguínea, sendo óptimo para quem sofre de mãos e pés frios no inverno, o ginkgo também está indicado em casos de demência, falta de irrigação cerebral, problemas de concentração, e vertigens.
Normalmente apresentam-se à venda extractos sob a forma de comprimidos, gotas ou preparados para chá.

30 agosto 2009

Carnívoras..

Bem como gosto sempre de ter plantas de vários tipos, não podia deixar de ter uma carnívora (neste caso duas). São plantas bastante curiosas dado que devido à pobreza do seu solo e meio natural desenvolveram a capacidade de atrair (através do néctar) e capturar insectos (e não só) para obterem nutrientes, sendo esse o seu o sustento de vida.

Não requerem muitos cuidados especiais. O solo deve ser fraco em nutrientes, com pH relativamente baixo,  basicamente composto por turfa e perlite. Nunca usem substrato universal, este por norma vem adubado e as plantas carnívoras vão buscar tudo o que precisam aos animais capturados, um substrato universal matará a planta devido ao excesso de nutrientes. Quanto à rega o mais aconselhável é manterem um prato por baixo do vaso SEMPRE com agua unicamente destilada ou agua da chuva, mais uma vez acontece com a agua o mesmo que com o substrato, agua da torneira = a minerais e sais em demasia que matam a planta. Manter sempre debaixo do sol directo, elas adoram. PS - Não alimentem a vossa planta com carne ou animais mortos.. estes quando caiem nas armadilhas convém estarem vivos.

Sarracenia x exornata


Dionaea muscipula

29 agosto 2009

Diário Gráfico II

Plátano (Esferográfica)
Iris germanica (Aguarela)
Aloés (Esferográfica)
 
Férias =D (Aguarela)

Vista sobre o Tejo (Grafite)
 
Abstracto (Aguarela)
Eléctrico (Aguarela e esferográfica)

28 agosto 2009

Diário Gráfico

Tenho-vos mostrado fotos das minhas plantas, deixando para trás os meus "rabiscos". Aqui ficam alguns desenhos:

 
Castelo de S. Jorge - Lisboa 
(Técnica: Aguarela)

 Praia da Rocha...
(Técnica: Esferografica)
  
Ensaios sobre o Pombo
(Técnica: Grafite e Lápis de cor)
  
  
Torre de Belém
(Técnica: Aguarela e Esferográfica colorida) 

27 agosto 2009

Mais Suculentas









Estas são algumas das minhas suculentas, espero que gostem =)

26 agosto 2009

De regresso e com Suculentas =D

Olá pessoal! Finalmente estou de volta a casa e antes de mais vou-vos mostrar as plantas que trouxe comigo, que comprei no Viveiro Serra & Plantas do Sr.José Maurício (desta vez foram poucas =P)
Já agora.. Qualquer ajuda com as identificações é bem vinda =D
Da esquerda para a direita:
- Echeveria (?); Desconhecido; Sempervivum arachnoideum; Echeveria secunda; Kalanchoe marmorata.
- Sempervivum (?); Sempervivum sp.

25 agosto 2009

Para passear (continuação)

4. Jardim Botânico da Ajuda


Real Jardim Botânico da Ajuda, primeiro jardim botânico de Portugal.
Área: 3,5ha
Localização: Calçada da Ajuda
Entrada: Paga
Horário Verão: 9h às 20h
Horário Inverno: 9h às 18h
Encerramento: 4as Feiras
Autocarros: 14, 73
Eléctricos: 18
Paragem: C. Ajuda - G.N.R.


5. Jardim Praça Afonso de Albuquerque


Jardim inserido na zona monumental e histórica de Belém, cujo denominação constitui uma homenagem ao vice-rei da Índia. Está situado em frente ao Palácio de Belém, sede da Presidência da República Portuguesa. Oportunidade para visitar o Museu dos Coches.
Área: 1,6ha
Localização: Praça Afonso de Albuquerque
Equipamentos: Comércio e Serviços · Lago
Autocarros: 14, 27, 28, 29, 43, 49, 51
Eléctricos: 15
Paragem: Belém


6. Jardim Museu Agrícola Tropical


Jardim botânico que reúne cerca de 450 espécies, essencialmente de origem tropical e subtropical, onde se observam algumas ameaçadas de extinção, outras de interesse económico e muitas notáveis pela sua beleza ou porte.
Área: 7ha
Localização: Largo dos Jerónimos
Entrada: Paga
Horário Verão: 2a a 6a feira, das 10h às 17h
Sábados e Domingos das 11h às 18h
Horário Inverno: 10h às 17h
Encerramento: Feriados
Autocarros: 27, 28, 29, 43, 49, 51
Eléctricos: 15
Paragem: Mosteiro Jerónimos

21 agosto 2009

Livros: flores e rabiscos

Olá a todos, antes demais quero-vos pedir desculpa pela ausencia e falta de actualização do blog. como estou de ferias o recurso à internet é escassso, assim como o o material que preciso para a publicação dos posts.

Porque os livros têm um lugar importante no nosso quotidiano (e ainda bem) deixo-vos aqui as minhas sugestões. Não, não são romances, nem o livro da moda que toda a gente leva debaixo do braço para praia, mas sim livros práticos, daqueles que eu gosto =P


1. RHS Encyclopedia of Garden Design

Um excelente livro para quem estiver com ideias de contruir ou mesmo de remodelar o seu espaço exterior. É também muito bom para quem esta no ramo da Arquitectura paisagista e Design. O unico ponto menos positivo é o facto de ser em inglês, mas penso que nos dias de hoje ninguem terá grandes dificuldades. Os termos são faceis e os nomes das espécies vegetais sao em Latim, tornando assim mais facil a sua identificação. Aconselho, não se vão arrepender.

Coordenador: Chris Young Editor: Dorling Kindersley, 2009 Paginas: 360 Formato: 22,9 x 28,7cm PVP: £25.00
2. Diários de Viagem - Desenhos do quotidiano
Texto da Contracapa

Desde sempre, viajantes munidos de cadernos desenharam e escreveram sobre o que observavam e sobre aquilo que reflectiam. Para o percurso de alguns artistas os desenhos dessas viagens foram mesmo decisivos para o seu percurso artístico (Delacroix e Le Corbusier são dois bons exemplos).
Mas também podemos desenhar no nosso dia-a-dia como se viajássemos - é uma boa maneira de nos iniciarmos ou de continuarmos na actividade do desenho. Autores contemporâneos, de várias profissões e actividades, desenham habitualmente em cadernos transportáveis, a que chamamos Diários de Viagem ou Diários Gráficos. Neste livro, 35 desses autores falam-nos dessa experiência e entreabrem-nos os seus cadernos.
Ouvindo professores e alunos de vários níveis de escolaridade, compreendemos, por fim, como o Diário Gráfico, constitui uma ferramenta pedagógica fundamental, que estimula a capacidade de observar e de desenhar.





Coordenador: Eduardo Salavisa Editor: Quimera Editores Paginas: 288 Formato: 170 x 240mm PVP: €25.00

12 agosto 2009

Dia internacional da Juventude

Pois é, Hoje é um óptimo dia para passeios, principalmente se tiveres entre 12 e 25 anos. Assinala-se o Dia Internacional da Juventude e por isso nós, jovens, temos descontos e entradas gratuitas em museus, palácios, feiras, transportes públicos e espectáculos!

Hoje até está um bonito dia, bastante agradável.. por isso peguem nesse rabo e toca a passear!

Têm mais informação sobre a noticia Aqui

11 agosto 2009

Viveiro Serra & Plantas

Olá malta! Tive conhecimento deste viveiro através do post do mammillaria no fórum Estufa. Quando tive no Algarve há coisa de um mês decidi passar por lá.. e digo-vos, para quem gosta de suculentas (como eu) aquilo é um máximo, já para não falar da extrema simpatia do Sr. José Maurício e da acessibilidade dos preços. Fascinante!

Em principio nesta 5ª feira partirei novamente para o Algarve e uma coisa vos garanto, lá vou eu outra vez visitar o Viveiro do Sr. José! =D


O acesso é muito simples. Estando em Casais (Monchique) seguem a Nacional 267 em direcção a Monchique e o viveiro encontra-se logo á vossa direita (circulo vermelho no mapa).

Estas são algumas plantinhas que trouxe na 1ª vez que passei por lá...


Da esquerda para a direita:
Portulacaria afra "red", Sedum rubrotinctum, Sedum pachyphyllum, Crassula tetragona,
Crassula ovata "gollum", Sempervivum sp., Graptopetalum paraguayense, Echeveria sp.,
Kleinia repens.