06 junho 2010

Vertical Garden


Trazer a Natureza para um ambiente urbano sempre foi um desafio. Uma das soluções mais admirável para este problema é o jardim vertical. Também conhecido por “parede verde”, mais do que uma decoração incomum anexada a uma parede, os jardins verticais são um meio interessante de trazer vida e verdura a um pátio sombrio, a uma rua cinzenta ou a um edifício frio e moderno.

Não contentes com projecções de jardins e cultivação de plantas em terreno horizontal, os criadores dos Jardins Verticais aplicando os princípios da hidroponia e com a criação e utilização de sistemas engenhosos encontraram solução para colonizar o exterior dos edifícios permitindo composições exuberantes de vida vegetal. Ofuscando a banda tradicional das menos versáteis trepadeiras, a extraordinária diversidade de espécies botânicas que prosperam com cultivo hidropónico permite a criação de uma variedade ilimitada de composições que vivem com diferentes texturas, padrões, efeitos cromáticos e aromas.

 O criador do conceito de Jardim Vertical foi Patrick Blanc. Nasceu a 3 de Junho de 1953. Botânico, trabalha no Centro Nacional de Pesquisa Cientifica (França), onde se especializou na flora de florestas subtropicais.

Os princípios que conduziram Patrick Blanc para a criação do seu mur végétal ou jardim vertical estão profundamente enraizados nos seus estudos sobre a vegetação nas florestas tropicais, estes revelaram uma enormidade na biodiversidade da mesma. A área entre o solo e o copado da floresta é ocupada principalmente por plantas epífitas (alimentam-se dos restos de folhas caídas e das aguas da chuva) e parasitas (que se agarram aos troncos e galhos das árvores alimentando-se da sua seiva).

Assim, Patrick Blanc percebeu que tendo os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento, estas plantas (epífitas e parasitas) não precisavam de um substrato mas apenas um suporte de sustentação e de água e nutrientes.

O método que Blanc desenvolveu consiste na criação de uma estrutura metálica que é suspensa na parede. Funciona como isolante térmico e sonoro e suporte ao jardim. Em seguida, é fixado um painel em plástico (PVC) que tem como função transmitir rigidez e estabilidade a todo o conjunto. Colocam-se duas camadas de feltro que são afixadas ao PVC e funcionam de “substrato” às plantas. Distribuindo a agua e os nutrientes uniformemente e de forma automática. Funcionam através de um circuito fechado. São dispensadas por um distribuidor localizado no topo da parede e recolhidas (o excedente) numa calha na base do sistema. As plantas são colocadas no feltro, entre as duas camadas, sejam ainda sementes, rebentos ou já desenvolvidas. A densidade é de aproximadamente trinta plantas por metro quadrado.


Algumas das vantagens que se podem ter com a instalação de um Jardim Vertical:

• Promove processos para arrefecimento natural e reduz temp. ambiente;
• Captura de partículas poluentes (CO e CO2) existentes no ar e deposição atmosférica na folhagem das plantas;
• Cria interesse visual;
• Esconde/obscura características visuais desagradáveis;
• Aumenta valor das propriedades;
• Providencia elementos estruturais livres e interessantes, etc.
• Protege os acabamentos exteriores da radiação UV, dos elementos e flutuações de temperatura que desgastam os materiais.

Alguns exemplos de Jardins Verticais, existem imensos, mas eu apenas escolhi 3 para vos mostrar...


1º - Pershing Hall Hotel - Paris



O hotel foi restaurado pelo designer Andrée Putman que transformou um antigo edifício do século XIV num dos mais luxuosos Hotéis de Paris. Foi a primeira vez que se aplicou o sistema de Blanc a uma escala com esta grandiosidade, antes apenas tinha sido aplicado em pequenas porções. Com quase cem metros de altura, o muro verdejante prolonga-se através do edifício de seis andares. A combinação botânica escolhida por Patrick Blanc inclui uma abundância de combinações de plantas exóticas ao lado de plantas de jardim mais comuns. Espécies como Vinca sp., Cotoneaster sp., Ceanothus sp., gramíneas comuns e arbustos ornamentais, como hortênsias, hostas, buddleia, estevas, Fetos e fícus.



2º - Quai Branly Museum - Paris


Em Paris temos outro exemplo. São mil metros quadrados de exuberantes plantas que cobrem a frente de um edifício de 12m de altura. Parte do museu Quai Branly que foi projectado por Jean Nouvel, é coberto por mais um sucesso excepcional de Patrick Blanck. Este Jardim Vertical cobre a principal fachada do museu e consistia em organizar mais de quinze mil plantas. O catálogo das espécies escolhidas inclui cento e cinquenta espécies diferentes do Japão, China, Estados Unidos e Europa central.



3º - C. C. Dolce Vita Tejo - Amadora


Também em Portugal nos surge um exemplo de Jardim Vertical. Mais precisamente no Centro Comercial Dolce Vita Tejo, no concelho da Amadora. Também este criado e elaborado por Blanc há pouco mais de um ano, aquando a construção do centro. Conta com uma área de 900m2.

7 comentários:

  1. Belos exemplos amigo! Adorei o "Quai Branly Museum - Paris" ! Espectáculo! (será que a Hera Trepadeira na fachada da casa da minha avó podia ser considerada ja algum tipo de Jardim vertical??)Grande abraço!

    ResponderEliminar
  2. Obrigado ;)
    E claro que sim, até uma parede coberta com uma simples (e bem bonita) hera pode ser considerada um jardim vertical.
    Eu falei especificamente do modelo de jardim vertical criado por Patrick Blanc, no entanto existem muitas outras variantes.. por falar nisso, acho que vou criar um tópico para mostrar outros tipos!

    Abraço! ;)

    ResponderEliminar
  3. Muito interessante!

    Já conhecia o conceito, e achava muito bonito, mas nunca tinha lido nada sobre a sua origem, construção ou autores da ideia (embora já tivesse ouvido falar do 'homem dos cabelos verdes'!). Aliás ignorava que temos em Portugal exemplos deste tipo de jardins.

    Muito obrigada por este post!
    Cump.
    Nand

    ResponderEliminar
  4. Não é propaganda, mas informação.

    Um copo de água de “Coco Verde” de 250 ml gera mais de “1 Kg de lixo”.

    Telhado Verde
    www.cocoverderj.com.br/coberturaverde.htm

    Painéis Verticais
    www.cocoverderj.com.br/jardimvertical.htm

    Recuperação de Áreas Degradadas
    www.cocoverderj.com.br/concha.htm

    ResponderEliminar
  5. Obrigado eu Nand, fico contente que tenham gostado!

    Philippe, é propaganda... no entanto poderá ser útil aos visitantes do blog.

    Obrigado por passarem por cá ;)

    ResponderEliminar
  6. Maravilhosos jardins !!!

    Serão a versão moderna dos Jardins Suspensos da Babilônia ?

    ResponderEliminar