16 julho 2010

Como fazer um Herbário?

Bem um herbário é algo muito útil e divertido de se fazer, para além de ser bastante simples. É uma óptima actividade para se fazer com crianças, ensinar-lhes um pouco mais sobre plantas e ao mesmo tempo tentar sensibiliza-las sobre os problemas do meio ambiente e mostrar a importância da Flora no nosso planeta.
Vejam em baixo um passo-a-passo de como fazer o vosso próprio herbário!



Como fazer um Herbário... 

Materiais: 
  • Caderno de campo - Destina-se a registar todos os dados colhidos no campo, referentes a cada planta como o nome do colector, o nome do concelho e a localidade de colheita (ex: Sintra, Cabo da Roca, o tipo de solo (ex: terrenos arenosos ou terrenos calcários) as características do local de colheita (ex: se encontra na margem de um ribeiro, num pomar, numa horta ou num bosque) e a data. 
  • Tesoura de poda 
  • Sacho pequeno 
  • Folhas de herbário - Em Papel cavalinho, de tamanho A3 coberta por uma folha de rosto em papel vegetal. As folhas de herbário devem ser colocadas em pastas próprias e pessoais. 
  • Sacos de plástico e fio 
  • Etiquetas - Com indicação do nome do género; o nome da espécie; o nome vulgar, quando seja conhecido; o local de colheita, a data de colheita e o nome de quem fez a colheita. 
  • Papel absorvente (Jornal, lista telefónica, etc.) 
  • Bússola. 
  • 2 Placas de madeira - Dimensões sugeridas – 40x30 cm. com um furo a 2,5 cm de cada um dos quatros cantos. 
  • 4 Parafusos compridos com porcas de orelhas 

1. Colheita de Exemplares: 

As plantas herbáceas (ervas) devem ser colhidas, sempre que possível, com todos os elementos, isto é com raízes, caules folhas, flores e frutos, se possível; as dimensões da planta colhida (poderá ser dobrada) devem ser adequadas às dimensões do papel onde é feita a montagem. 
Quando se trata de plantas lenhosas, arbusto ou árvore, só se colhem os ramos, flores e folhas. 

2. Uma vez feita a colheita 
  • Coloca-se uma pequena etiqueta (bocado de papel) numerada em cada planta colhida. 
  • Colocam-se todas as plantas, recolhidas num dado local, dentro de um saco de plástico de tamanho adequado. 
  • O saco deve ser atado imediatamente. 
  • No caderno de campo registam-se os dados referentes a cada uma das plantas recolhidas (identificadas pelos respectivos números).

As plantas devem ser retiradas dos sacos após a chegada a casa ou à escola. 

Devemos sempre que possível recolher dois exemplares, um para identificar com auxílio da lupa e da flora e outro para guardar. 

O exemplar a colocar no herbário deve conter todos os elementos necessários à sua identificação até à espécie, em perfeito estado de conservação. 

3. Secagem dos Exemplares: 

O exemplar a guardar deve ser cuidadosamente colocado entre folhas de papel absorvente (jornal, lista telefónica, ou outro). 

Na sua colocação deve ter-se o cuidado de: 
  • Não deixar dobrados folhas, flores ou frutos, após a manipulação; 
  • Colocar as folhas da planta viradas umas para cima e outras para baixo; 
  • Verificar se a pequena etiqueta com o número de referência se encontra devidamente colocada na planta. Só assim poderá ser correctamente identificada, com todos os requisitos necessários à elaboração da etiqueta de herbário. 

As folhas que contêm as plantas devem ser sujeitas a uma pressão uniforme, que permita a secagem sem encarquilhamento das folhas e sem rebentamento das células, de preferência numa prensa apropriada, ou seja, entre as duas placas de madeira. (As plantas suculentas requerem mais cuidados). 

As plantas devem ser transferidas para novos jornais secos, logo no dia seguinte, fazendo-se mudas sucessivas tantas vezes quantas as necessárias até estarem secas, para que a humidade contida na planta não contribua para a sua descaracterização. 

Assim, pelo menos diariamente, no início, e ao terceiro ou quarto dia, conforme o conteúdo de água da planta, dia sim, dia não ou de forma mais espaçada. 

4. Colocação em Folhas de Herbário: 

Depois de secos os exemplares estão prontos para serem colocados em folhas de herbário. 
O modo de fixar as espécies sobre as folhas é variável: o mais aconselhável é usar fitas adesivas, no entanto, para quem tem mais prática poderá usar cola branca. 

5. A etiquetagem - deve ser colocada no quadrante inferior direito devendo dela constar:
  • Género, 
  • Espécie, 
  • Nome vulgar, 
  • Local de colheita, 
  • Habitat, 
  • Data de colheita, 
  • Nome do colector.

Podem ver mais informação no site Ciência Viva

Eu também já ando a fazer o meu herbário, no entanto, e como é algo pessoal, não estou a seguir as "regras". É pequenito (tamanho A6) e é apenas um passatempo. Na face superior da página (do caderno) coloco a flor ou folha ou etc. e na parte inferior coloco a informação da etiquetagem. Quanto tiver mais completo tiro umas quantas fotos e mostro-vos. =) 

3 comentários: