09 julho 2010

Top 10 – Árvores em Arruamentos de Lisboa

Enquanto caminhante da cidade de Lisboa pude observar que são várias as espécies utilizadas em arruamentos (assim como em pequenas praças ou largos, pequenos espaços ajardinados, etc.) e seleccionar um “top 10” daquelas que me foram surgindo em maior número… Antes de mais devo alertar que este artigo não é um estudo mas apenas uma observação.

A ordem pela qual estão descritas não é por frequência de utilização nem nada que se pareça, estão ordenadas apenas alfabeticamente.












4 – Chorisia speciosa
(apesar de ainda ser pouco usual quis realçar a sua beleza)















9 – Tilia spp.



10 – Tipuana tipu


Estas são apenas as 10 espécies de árvores que pude observar em maior número. Além destas são também utilizadas espécies como o ácer-negundo (Acer negundo L.) e diferentes espécies de choupo (Populus alba L., Populus nigra L. e Populus x canescens) assim como alguns ciprestes (cupressus spp.).

Existem também na cidade cerca de 50 árvores classificadas como de Interesse Público1, tanto espécies autóctones (Quercus suber, Q. rotundifolia, Q. robur, Q. faginea, Q.coccifera) como exóticas (Phoenix dactylifera L, Ficus macrophylla Desf), constituindo um património que se deve preservar, estando muitas destas espécies adaptadas ao clima Mediterrâneo, apesar das alterações que se têm verificado nos últimos anos no ambiente urbano poderem alterar o processo de crescimento das árvores.

Mais uma vez relembro, este artigo é apenas uma opinião formada por mim com base naquilo que conheço e pude observar…


1 Árvores de Interesse Público: árvores que pelo seu porte, desenho, idade e raridade se distinguem dos outros exemplares. Os motivos históricos ou culturais são também factores a ter em conta (DGRF, n.d.)

3 comentários:

  1. Olá Jolly!
    Também eu custumo andar de cabeça no ar a olhar para as arvores de Lisboa.
    A minha avenida está cheia de tilias, nesta altura com flor, mas eu acho que estão doentes porque largam um polen ou não sei o que é que se cola a tudo e o chão fica escuro o pegajoso, não tinha nada a ideia que o polen fizesse isso ou então nunca tinha reparado.
    Eu acho que se passa qualquer coisa com elas, devem ter um virus ou coisa que se pareça.
    De qualquer maneira estas suas fotos são fantasticas.
    um abraço eugenia

    ResponderEliminar
  2. Olá Eugenia, obrigado pelo comentário! Quanto ao chão peganhento, também já reparei nisso mas não sei se nas Tílias é normal acontecer. sei que com os jacarandás acontece muito, mas que é normal. sempre que passamos sob um jacarandá em flor, os chinelos ficam literalmente colados ao chão =P
    A maioria das fotos, infelizmente, não é da minha autoria... (principalmente porque me esqueço sempre da maquina, e quando não esqueço não tem bateria =S
    Abraço! =)

    ResponderEliminar
  3. Os perfumes de Lisboa cidade característica . parabéns pelo seu Blog as fotografias fazem justiça ao pormenor, é quase possível sentir os seus cheiros. eu ando de cabeça no ar e passeio a pé pela nossa cidade.

    ResponderEliminar